Roteiros

Surubim

SURUBIM-Gilvandro_Marinho

Foto: Gilvandro Marinho

É tanto lugar arretado pra curtir o São João de Pernambuco que você até fica na dúvida de onde ir. Já ouviu falar em Surubim? Terra de Chacrinha, Capiba, da mais famosa vaquejada do Nordeste e de muita tradição junina! Experimente o delicioso cardápio de pratos regionais, como a buchada, a mão de vaca e a saborosa “galinha terra” (galinha guisada acompanhada de pirão). Faça um passeio pela feira livre e conheça o criativo artesanato local, com bordados, rendas Renascença, tapeçaria, cestaria e artefatos em couro. Visite antigos engenhos e dance o autêntico forró pé-de-serra. Pra viver um São João danado de bom assim, só indo em Surubim!
Hospedagem não vai faltar. E é da boa!
CONSULTE!
www.cadastur.turismo.gov.br (clicar em prestadores + meios de hospedagem)

Recife

RECIFE - Rua_da_aurora-SergioFigueiredo

Foto: Sérgio Figueiredo

Além de encantar por seu cenário de mar, ilhas, rios e pontes, o Recife é único por sua diversidade cultural, forte por sua história, plural pelos eventos que se sucedem ao longo do ano e atraente pelas opções turísticas que oferece.

Para quem não quer parar nem um minuto, a cidade apresenta muitas opções turísticas – até porque o período é de festa, e festa é uma coisa que o recifense adora, principalmente quando regada a shows e expressões de sua cultura popular.

Duas noitadas inesquecíveis é o que você pode vivenciar no Bairro do Recife e no Sítio Trindade. Além de muita animação, os locais são históricos e lindos. Vale conferir.

E entre um e outro forró, aproveite para comer super bem, lembrando que o Recife é centro gastronômico. Aliás, compras e lazer também são vocações da cidade.

http://www2.recife.pe.gov.br/servicos/turista

Olinda

OLINDA -Vinicius_Lubambo

Foto: Vinícius Lubambo

Olinda é Patrimônio Cultural da Humanidade e Primeira Capital Brasileira da Cultura. Com tais títulos, impossível não ter a certeza de que vive um ciclo junino dos mais animados de Pernambuco. E tudo acontece num cenário grandioso que une mar, belíssimas edificações, ruas e ladeiras de pedras irregulares.

A festa se concentra na Praça do Carmo onde trios e quadrilhas se apresentam. O tradicional Acorda Povo, procissão religiosa profana, percorre as principais ruas do Sítio Histórico, sempre ao ritmo do coco e sua insinuante umbigada.

Outras manifestações do São João de Olinda são o forró, a quadrilha, o baião e tudo o que mexe-mexe, porque a turma é boa de dança. VEM DANÇAR VOCÊ TAMBÉM!!!

http://www.olinda.pe.gov.br/guia-turistico

Gravatá

GRAVATA - RRF_9808-Foto_Roberto_Rosa

Foto: Roberto Rosa

Ligando alguns dos principais destinos turísticos de Pernambuco, a BR-232 é um convite a mergulhar nas riquezas da cultura, gastronomia e história dos municípios que permeiam suas margens. Dentre eles está Gravatá, com sua temperatura amena, moda, variedade de restaurantes especializados em gastronomia regional e fondue, além de um destacado polo moveleiro, antiquários, lojas de artesanato, plantações de flores, reservas naturais, criação de cavalos de raça e um enorme elenco de atrativos que encanta o visitante.

Gravatá também se destaca durante os festejos juninos, recebendo os visitantes com uma decoração caprichada, shows artísticos e folclóricos. Isso sem falar nos hotéis da região, que também se preparam para o período com intensa programação.

http://www.prefeituradegravata.pe.gov.br | www.rota232.com

Bezerros

BEZERROS - RRF_9928-Foto_Roberto_Rosa

Foto: Roberto Rosa

Em 2016, Bezerros entra no clima junino a partir do dia 18. Até o 26, é uma alegria só, principalmente no povoado da Serra Negra, que fica a 9 km do centro da cidade. Conhecida como São João Cultural Serra Negra, a festa é diferenciada, pois começa durante o dia, a partir das 12h00, com apresentações culturais e as atrações musicais, fazendo todos arrastarem o pé.

Expressões populares não faltam: quadrilhas juninas, grupos de danças, bacamarteiros, banda de pífanos, atrações musicais que tocam o autêntico forró e brincadeiras tradicionais como o quebra panela, que contagia crianças e adultos.

O ambiente oferece estrutura com cabines sanitárias, estacionamento, praça de alimentação, loja de artesanato e área coberta onde acontecem os shows, sem contar o cenário maravilhoso e a temperatura amena.

O São João Cultural Serra Negra valoriza as raízes culturais do povo nordestino e atrai muitos visitantes de Pernambuco, principalmente da capital e de estados vizinhos.

http://www.bezerros.pe.gov.br | www.rota232.com

Caruaru

CARUARU - RRF_0183-Foto_Roberto_Rosa

Foto: Roberto Rosa

Maior centro econômico do Agreste de Pernambuco, Caruaru, a 29 km de Bezerros e a 130 do Recife, é polo artesanal, industrial, têxtil e cultural, atraindo visitantes do Brasil e do exterior. O comércio e a arte se unem para fazer a alegria do visitante que gosta de boas compras. Impossível resistir às peças produzidas com barro e comercializadas no Alto do Moura, comunidade de artesãos que está situada a 7 km da sede do município e é considerada pela UNESCO “o maior centro de arte figurativa das Américas”. Também imperdível é uma visita às feiras de Caruru, que, juntas, compõem 14 feiras, sendo as mais famosas a de Artesanato e a da Sulanca.

Em Caruaru, inclusive no Alto do Moura, é celebrado o Maior São João do Mundo, em tamanho e duração. Ao longo de um mês inteiro, a cidade recebe milhares de pessoas que dançam e assistem as apresentações de bacamarteiros, grupos de xaxado, quadrilhas matutas estilizadas, mamulengos, bandas de pífano, trios de forró pé de serra e shows de artistas locais e nacionais.

Em 2016, a festa junina deve começar dia 4 de junho, após a passagem da Tocha Olímpica pelo município, e encerrar no dia 29.

http://www.caruaru.pe.gov.br | www.rota232.com

Belo Jardim

BELO JARDIM - Centro de Artesanato Tareco e Mariola-Gilvandro_Marinho

Foto: Gilvandro Marinho

Todos os anos, no comecinho de julho, Belo Jardim encerra a programação junina de Pernambuco com a tradicional “Festa das Marocas”, também conhecida como a “Festa da Redenção”, uma das mais animadas da época. Muitos shows, gente que não cansa de dançar agarradinho e saborear as comidinhas de milho.

Mas quem vai a Belo Jardim deve também aproveitar para conhecer outros dos seus muitos atrativos, como natureza e forte religiosidade.  Aos encantos do distrito da Serra dos Ventos, somam-se o Centro de Artesanato Tareco & Mariola, o Sítio Rodrigues, com suas louceiras, as belas peças em renascença e labirinto das bordadeiras e rendeiras do Distrito de Xucuru.

http://belojardim.pe.gov.br| www.rota232.com

Arcoverde

ARCOVERDE - CocoRaizesdeArcoverde_SergioFigueiredoGraoFotos_8723

Foto: Sérgio FIgueiredo

O Sertão pernambucano, tão presente na obra de Luiz Gonzaga, não poderia deixar de festejar o São João. Durante o Ciclo Junino, as cidades da região se enchem de quadrilhas, fogueiras, bacamarteiros, shows artísticos, forró, xaxado, baião e muita comida típica. Exemplo dessa tradição é Arcoverde. Capital do Samba de Coco, que em 2016 comemora 100 anos, abre suas portas para receber milhares de turistas entre os dias 18 e 28 de junho.

Considerada a Porta do Sertão, Arcoverde exporta riqueza cultural. Grupos de coco, reisado, entre outros, guardam suas raízes no município e levam a cultura local por onde passam. Vem de lá o antigo grupo Cordel do Fogo Encantado e o Coco Raízes de Arcoverde. O município também é cenário de movimentos católicos de grande relevância religiosa e humanitária: a Fundação Terra e o Santuário da Misericórdia.

www.rota232.com

Goiana

GOIANA - Ze do Carmo - Atelier-Gilvandro_Marinho

Foto: Gilvandro Marinho

Com um padroeiro do porte de São Pedro, Goiana não poderia deixar de celebrar com pompas e circunstâncias o período junino. O cenário é dos mais belos: dezenas de igrejas, rios e, sobretudo, muita história, reconhecida pelo Patrimônio Nacional.

Registre alguns dos momentos que você não pode perder: procissão do Acorda Povo (dia 22, a 00h – saída: Travessa do Gravatá); procissão de São Pedro (dia 29, às 9h), com percurso náutico que vai da Praia de Carne de Vaca ao Baldo do Rio, onde tem início o cortejo a pé pelas ruas centrais da cidade. Encerramento com missa solene. Também os rituais africanos (candomblé e xangô) mostram sua beleza e misticismo na noite de véspera de São João.

Outro destaque do município é o artesanato, com artistas do porte de Zé do Carmo, Mestre Tog e Gercino Santos, além dos trabalhos produzidos pelas mulheres do distrito de Tejucupapo.

http://pmgpe.com/

Serra Talhada

SERRA TALHADA -Gilvandro_Marinho

Foto: Gilvandro Marinho

O Sertão mostra que também sabe comemorar com garra os santos juninos. Exemplo da excelência nos festejos é o município de Serra Talhada, que promove o tradicional Encontro Nordestino de Xaxado, dança criada pelos cangaceiros de Lampião, e faz uma verdadeira celebração cultural de raiz para homenagear São João e São Pedro (22 a 28 de junho).

Petrolina

PETROLINA - MissadoVaqueiro_SergioFigueiredoGraoFotos_1897

Foto: Sérgio Figueiredo

O rio São Francisco e sua bela Petrolina ganham ainda mais encanto e animação quando o assunto são os festejos juninos. Além de muitos shows no Pátio de Eventos, tem um monte de atrações espalhadas pelas comunidades. Confira.

02 a 05/06 – Vaquejada |12/06 – Jecana do Capim |13/06 – Festival de Violeiros | 14/06 – São João Cultural |15/06 – Concurso de Sanfoneiros |16/06 – Concurso de Quadrilha | 17 a 25/06 – São João do Vale 2016 (shows artísticos) |26/06 – Missa do Vaqueiro.

Fernando de Noronha

FERNANDO DE NORONHA - _SergioFigueiredoGraoFotos_4060

Foto: Sérgio Figueiredo

Consagrado pela UNESCO “Sítio do Patrimônio Mundial Natural”. O arquipélago está situado a 540 km da costa pernambucana (cerca de uma hora de voo a partir do Recife). Imperdível conhecer a antiga Vila dos Remédios, cenário de monumentos históricos.

Aqui não faltam belíssimas praias, oportunidades para o mergulho, passeios de barco, trilhas ecológicas, observação de pássaros. Uma comidinha gostosa e baladas nos bares locais garantem o clima de felicidade total. Não é à toa que foi eleita como a segunda melhor ilha da América Latina (TripAdvisor, 2015).

 

http://www.noronha.pe.gov.br

Litoral Sul

LITORAL SUL - Porto_de_Galinhas-Vinicius_Lubambo

Foto: Vinícius Lubambo

Do Recife ao limite com o Estado de Alagoas, cerca de 120 km de praias de águas mornas e cristalinas garantem diversificadas opções de lazer. Vários desses lugares são famosos e atraem gente do mundo inteiro, como a praia de Carneiros, a de Tamandaré e a de Porto de Galinhas, esta última eleita diversas vezes como uma das melhores praias do Brasil.

A charmosa Vila de Porto de Galinhas oferece completa infraestrutura de gastronomia e hospedagem, oportunidades de compras e muita badalação, inclusive com atrações próprias do ciclo junino. E a programação nos hotéis é show, com muito forró pé de serra e comidinhas de época. Se ligue!

www.portodegalinhas.org.br

Litoral Norte

LITORAL NORTE - MariaFarinha2_SergioFigueiredoGraoFotos_2156

Foto: Sérgio Figueiredo

Muita história, monumentos, mil oportunidades para a prática do turismo cultural, do ecoturismo e do turismo náutico. Tudo isso sem falar nas praias tranquilas e até em ilhas que prometem boas surpresas. Paulista, Igarassu, Goiana e a Ilha de Itamaracá são as estrelas desse pedacinho de paraíso que tem ampla tradição em festejos juninos – até por, tradicionalmente, ser uma área de engenhos, sítios, misticismo e folclore.

Turismo Rural

TURISMO RURAL - BandadePifano_SergioFigueiredoGraoFotos_4123

Foto: Sérgio Figueiredo

São João legal curtindo o turismo rural. Essa é uma proposta altamente atrativa que Pernambuco faz a todos os que aqui chegam no período junino.

Do cenário colorido, repleto de bandeirolas e balões, à culinária extremamente saborosa e diferenciada e ao arrasta-pé ao som de um trio forró, tudo encanta, tudo anima. É um verdadeiro “xô stress”.

São muitas as propriedades que entram no clima junino – cada uma com características próprias e com o jeitinho da região onde estão instaladas. Em antigos engenhos ou fazendas, esses pedacinhos de céu oferecem a oportunidade de aproveitar a natureza de modo sustentável e vivenciar o dia a dia do campo, seja com hospedagem ou day use.

Vale saber: Uma visita aos engenhos é uma viagem que remete à opulência do Ciclo do Açúcar em Pernambuco. Nesses locais, cheios de história para contar, o tempo deixou seus recadinhos nas casas-grandes, nas senzalas e nas capelas. E são tantas coisas inusitadas a fazer: acompanhar o processo de produção de cachaça, rapadura e alfenim; assistir ao pôr do Sol na Serra Negra, em Bezerros; passear de balão sobrevoando a paisagem inesquecível de Bonito, entre outros encantadores passeios.

http://www.apeturr.com.br